Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Campus realiza fórum de planejamento estratégico
Início do conteúdo da página Notícias

Campus realiza fórum de planejamento estratégico

Sociedade civil e setor produtivo construíram propostas para o planejamento estratégico do Instituto.
  • Maycon Rangel
  • publicado 29/08/2017 10h49
  • última modificação 29/08/2017 10h49

(Da esq. à dir.) Sérgio Vieira, Werbet Ferreira, Roberto Brandão, Carlos César e Peter Dostler

Com o objetivo de ouvir as demandas e propostas da sociedade civil e alinhar esses elementos para a construção do Planejamento Estratégico 2016-2020, o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) promoveu o Fórum de Planejamento Estratégico no Campus Açailândia na sexta-feira (25). Os fóruns de planejamento estratégico estão sendo realizados em todos os 29 campi e na Reitoria do Instituto (acompanhe as etapas anteriores). Durante a abertura do evento, os estudantes do Grupo de Estudo e Pesquisa em Arte (GEPA) apresentaram a performance de dança “Ciência e ideologia”.

O reitor, Roberto Brandão, mencionou que o planejamento estratégico representa uma perspectiva inovadora, que busca resultados mais efetivos no alcance dos indicadores institucionais. “Planejar é comum na vida das instituições, mas o que fazemos após a elaboração do plano? Foi esse questionamento que nos mostrou a necessidade do planejamento estratégico. Precisamos definir o rumo que queremos para o Instituto Federal do Maranhão, a partir de ações e programas que nos conduzam à excelência no ensino, na pesquisa, na extensão e na inovação”. De acordo com ele, um dos mecanismos para se alcançar esse status é aproximar o Instituto do setor produtivo e do poder público, buscando-se a otimização de processos e produtos desenvolvidos nessas entidades.

O diretor-geral do campus, Werbet Ferreira, destacou a importância do envolvimento da comunidade interna e externa na construção do planejamento. “Esse é um momento único, em que poderemos discutir e levantar propostas para o planejamento estratégico e para o PDI [Plano de Desenvolvimento Institucional]. Isso só vai fortalecer as ações do Instituto Federal aqui em Açailândia, uma instituição que busca a educação profissional de qualidade”.

O deputado estadual Sérgio Vieira parabenizou o IFMA pelas ações desenvolvidas na Região Tocantina, apontando os Institutos Federais como uma política pública bem-sucedida. “O IFMA tem contribuído para o desenvolvimento intelectual da sociedade maranhense, levando uma educação de qualidade para os nossos estudantes”.

O pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional e coordenador geral do Planejamento Estratégico, Carlos César Teixeira, explicou que o planejamento estratégico é uma ferramenta mais efetiva para se definir os rumos do Instituto e estratégias para alcançar melhores resultados. “Nossa intenção é tirar do papel os objetivos construídos ao longo do planejamento e traduzi-los em resultados. Por isso, é fundamental ouvir as ideias e propostas da comunidade”.

O planejamento estratégico está sendo feito com a consultoria da STEINBEIS-SIBE do Brasil, empresa especializada em transferência de tecnologia e conhecimento. O consultor Peter Dostler explicou a metodologia do fórum e, em seguida, os participantes foram divididos em grupos de trabalho. “O propósito dos Institutos Federais é promover o desenvolvimento local e regional e, para isso, é necessário conhecer os arranjos produtivos e as demandas sociais de cada localidade. A partir desse conhecimento, o IFMA poderá transferir conhecimentos, mas também soluções para o setor público e privado”.

 

Metodologia do fórum

Grupo de trabalho elabora propostas para o planejamento estratégico do IFMA

Denominada “Mercado de informações”, a metodologia de trabalho consistiu em levantar soluções para as demandas prioritárias do Instituto, promovendo a discussão dos temas em grupos de trabalho (GTs). Ao longo da manhã, as equipes discutiram e consolidaram propostas em cinco eixos temáticos:

  • Interação com o mercado: desenvolvimento e melhoria das relações existentes com organizações públicas e privadas, possibilitando a futura inserção dos discentes no mercado de trabalho e a implementação de novos negócios ou mudanças em organizações já existentes;
  • Inclusão social: demandas que possam ser tratadas pelo IFMA visando a responsabilidade ambiental, a inclusão do discente, da comunidade acadêmica e de toda a instituição na temática social;
  • Internacionalização do IFMA: relacionamento do IFMA com organizações de outros países, incluindo parceria com outras instituições de ensino para intercâmbios acadêmicos;
  • Ideias acadêmicas: demandas ligadas às políticas de ensino, pesquisa, inovação e extensão;
  • Interação com a sociedade: demandas a serem tratadas pelo Instituto para aprimoramento de sua relação com a sociedade em geral.

 

A analista de RH Malu Viana e a consultora de RH Monique Gama, da Suzano Papel e Celulose, parabenizam o IFMA pela iniciativa de estreitar os laços com o setor produtivo. “Entendemos ser um evento muito importante para a comunidade, uma vez que as demandas estão diretamente relacionadas às partes interessadas e, desta forma, ficam mais aderentes à realidade regional, permitindo que o IFMA atue de maneira mais assertiva. A metodologia adotada favorece a interação de todos os setores, permitindo que todas as partes envolvidas possam contribuir em cada subtema, estimulando assim o diálogo entre todos”. As representantes da empresa pontuaram também a necessidade de ampliação da disponibilidade de cursos como: Engenharia Química, Operação de Máquinas Florestais, Técnico em Mecânica e Elétrica de Máquinas Pesadas.

O professor de Filosofia Wainer Neves, relator do GT que discutiu o eixo Ideias acadêmicas, avalia de forma positiva esse diálogo entre o Instituto e o setor produtivo para a criação de um ambiente inovador e voltado ao atendimento das demandas sociais. “O fórum partiu de uma reflexão em especial das ações já desenvolvidas no Campus Açailândia e esboçou uma perspectiva de futuro para o campus, na qual foi possível dimensionarmos a amplitude do Ensino na Pesquisa e a concretização de uma Extensão na aplicabilidade de estratégias que possam trazer resultados significativas no cenário nacional de desenvolvimento social e científico da nossa nação, servindo como legado para as futuras gerações”.

 

Saiba mais

Desde outubro de 2016, o IFMA vem desenvolvendo seu Planejamento Estratégico 2016-2020, com o apoio da organização alemã STEINBEIS-SIBE. O interesse é a melhoria da governança, passando por um processo de alinhamento de objetivos, metas, iniciativas e processos da instituição.

Os fóruns já aconteceram nas seguintes unidades: São Luís – Monte Castelo, São José de Ribamar, Rosário, Viana, Barreirinhas, Imperatriz, Porto Franco, Barra do Corda, São Raimundo das Mangabeiras, Carolina, Itapecuru Mirim, Pedreiras, Bacabal, Zé Doca, Santa Inês, São Luís – Maracanã, São João dos Patos, Presidente Dutra, Grajaú e Açailândia.

 

Galeria de fotos

Mais fotos

Fim do conteúdo da página