Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus promove evento para valorizar cultura afro-brasileira
Início do conteúdo da página Notícias

Campus promove evento para valorizar cultura afro-brasileira

Ação foi realizada no dia 7 de dezembro. Programação teve “Concurso Beleza Negra” e outras apresentações culturais.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 18/12/2018 17h28
  • última modificação 18/12/2018 17h28

Estudantes participam do Concurso “Beleza Negra”.

Com diversas apresentações culturais sobre a temática afro-brasileira, foi realizado no dia 7 de dezembro, no Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Açailândia, um evento em alusão ao Dia da Consciência Negra. A ação foi organizada pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiro e Indiodescendentes (Neabi) e pela Coordenadoria de Assuntos Estudantil (CAE).

As atividades, segundo a organização, giraram em torno da “presença das raízes do continente africano na cultura e sociedade presente nos dias atuais, sobretudo a presença afro-brasileira na atualidade, resignificando estes enquanto protagonistas e sujeitos históricos”. Para os organizadores, o evento buscou promover a autoestima como um construtor da coesão social e reafirmar as diversas identidades étnicas, construindo a partir do cotidiano escolar o respeito ao diferente.

As apresentações tiveram início às 17h30. O Concurso Beleza Negra buscou valorizar a cultura afro-brasileira e desconstruir os padrões ao enaltecer a cor, a pele e o talento dos estudantes participantes. Além disso, serviu como reflexão sobre o crescimento da participação do negro na sociedade, estimulando o interesse dos alunos para as questões étnico-raciais no âmbito escolar.

A noite foi seguida de atividades culturais dos alunos e da comunidade. O Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos de Açailândia participou da ação com a peça teatral Navio Negreiro e o Grupo Afixirê. Já o estúdio de cultura e beleza Pretha Ana & Espaço Afro Hair promoveu uma apresentação de pinturas artísticas e tranças. Também foram realizadas apresentações de cordel, paródias, poesia e dança.

Para professora Karilene Costa, atual coordenadora do Neabi, “o evento visou afirmar a dívida histórica com os afro-brasileiros”. Segundo ela, “se as políticas públicas não tentarem ‘abater’ essa dívida, enquanto nação continuaremos em dívida com tais povos”. De acordo com Fabiana Mendes, psicóloga da CAE, o evento é uma ferramenta didática para trabalhar a autoestima dos alunos e promover “políticas afirmativas que não se veem representados nos folhetins matinais, mostrando a eles que a diversidade existe e o negro é lindo”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página