Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Laboratório de automação e robótica recebe impressora 3D
Início do conteúdo da página Notícias

Laboratório de automação e robótica recebe impressora 3D

Equipamento será usado para a construção de protótipos robóticos e espaciais, pelos alunos dos projetos Açaímov e Açaísat.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 25/03/2019 16h37
  • última modificação 25/03/2019 16h37

Os alunos dos projetos Açaímov e Açaísat poderão construir protótipos robóticos e espaciais com o uso da impressora 3D adquirida para o Laboratório de Automação, Robótica e Sistemas (LARS) do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Açailândia. O equipamento foi obtido pelos grupos de pesquisa junto com a Direção Geral do campus.

De acordo com os coordenadores dos projetos, a ferramenta permitirá que os alunos trabalhem com conceitos mais avançados de modelagem 3D para dar vida às suas idealizações. O objetivo é que os trabalhos no laboratório sejam desenvolvidos de forma interdisciplinar na construção dos protótipos. Os estudantes do Curso Técnico de Eletromecânica que participam da Equipe Açaímov e do Projeto Açaísat desenvolverão, por exemplo, protótipos por meio de ferramentas CAD (Desenho Assistido por Computador) e, posteriormente, poderão imprimi-las usando a impressora 3D. Já os alunos do Curso Técnico em Automação Industrial ficarão responsáveis pela área de controle e instrumentação dos protótipos.

A impressora 3D, também conhecida como prototipagem rápida, é uma tecnologia de fabricação em que um modelo tridimensional é criado por sucessivas camadas de material. Já o insumo de uma impressora 3D é chamado de filamento. Por enquanto, o laboratório do campus tem dois tipos de filamento: o PLA, também conhecido como ácido polilático, que é um dos principais insumos desse tipo de tecnologia por ser um filamento biodegradável e de origem vegetal; e o PETG, que é um filamento modificado do famoso plástico PET, classificado como um filamento mais nobre por suas características de impressão de peças mais duráveis e versáteis.

A Equipe Açaímov é um projeto extracurricular e interdisciplinar desenvolvido com alunos dos cursos técnicos em automação industrial e em eletromecânica, do Campus Açailândia, com o objetivo da construção de protótipos robóticos a competições tecnológicas.

Já o Açaísat nasceu oficialmente em agosto de 2018, a partir de um projeto de iniciação científica ainda em curso no IFMA, mantido com o apoio de bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), tendo como primeira missão a construção de um protótipo de CanSat (um picossatélite do tamanho de uma latinha de refrigerante), para demonstração de tecnologias que constituem um satélite. Em fase posterior, os pesquisadores pretendem realizar testes em voos com o protótipo em altitude controlada, para captação de dados por meio de seu sistema de sensoriamento. O projeto prevê ainda o lançamento dos picossatélites por balões meteorológicos para a realização de missões espaciais na estratosfera (entre 18 a 37 km de altitude). Um outro objetivo dos participantes é tornar o Projeto Açaísat uma ação de extensão, levada a outras escolas de Açailândia.

registrado em:
Fim do conteúdo da página