Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA doa materiais de higiene para combate ao Coronavírus
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA doa materiais de higiene para combate ao Coronavírus

Iniciativa coordenada pelo professor Roberto Peres distribuiu produtos para entidades sem fins lucrativos.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 21/12/2020 16h52
  • última modificação 21/12/2020 16h58

O Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Açailândia está desenvolvendo um projeto de extensão de combate ao Coronavírus, sob coordenação do professor Roberto Peres. A iniciativa tem como objetivo produzir produtos de limpeza comuns no cotidiano, de forma caseira, ecológica e viável economicamente, contribuindo para o enfrentamento à pandemia da Covid-19. O projeto se insere nas ações do Programa de Enfrentamento à Covid-19, da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Internacionais (Proext).

No dia 09 de novembro, a equipe do projeto realizou uma ação de conscientização e orientação a respeito do vírus, suas formas de propagação e sobre a fabricação de material para higienização com finalidade de combater a disseminação do vírus. O material foi doado para entidades sem fins lucrativos de Açailândia, como a Casa Bom Samaritano e a Casa do Menor.

Durante a entrega do material produzido, a equipe do projeto e a direção geral do campus foram recebidos pelos dirigentes e integrantes das entidades, que relataram sobre a dificuldade orçamentária para aquisição de material limpeza, devido à grande demanda de material em razão da quantidade e tamanho dos espaços para higienização.

Para o coordenador do projeto, Roberto Peres, “Essa iniciativa, por meio de edital de projetos de Enfrentamento ao Covid-19 da Proext, é de grande relevância social. É muito gratificante podermos contribuir através do Campus Açailândia na produção de produtos de limpeza que visam a prevenção contra a Covid-19, além de contribuir com o meio ambiente, uma vez que o sabão líquido foi fabricado a partir do reuso do óleo de fritura, que geralmente é despejado nos ralos das pias, contaminando e poluindo os rios”.

Fim do conteúdo da página