Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > IFMA faz doação de protetores faciais e álcool 70%
Início do conteúdo da página Notícias

IFMA faz doação de protetores faciais e álcool 70%

Materiais foram produzidos por meio de projetos de extensão voltados para o combate à Covid-19.
  • Assessoria de Comunicação, com informações do campus
  • publicado 08/02/2021 12h04
  • última modificação 08/02/2021 12h04

No dia 21 de janeiro, foi realizada no Auditório do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Açailândia a cerimônia de doação de protetores faciais e álcool 70% para a Secretaria Municipal de Saúde de Açailândia. A produção dos materiais foi realizada por meio de projetos de extensão, aprovados em edital de fomento a ações de combate à pandemia de Covid-19, da Pró-Reitoria de Extensão do IFMA.

 

 

Protetores faciais

O projeto de fabricação de protetores faciais é coordenado pelo professor Brehme Mesquita, professor da área de Automação e Controle, e teve a participação do técnico de laboratório Adilson Bemvindo Leal e dos alunos Tyson Walker da Silva Duarte, estudante do curso técnico integrado em Eletromecânica, e Marcus Vinicius de Souza Almeida, egresso do curso técnico integrado em Eletromecânica e acadêmico de graduação em Engenharia Elétrica do IFMA Campus Imperatriz.

O projeto foi aprovado em maio de 2020, no Edital de Fluxo Contínuo nº 01/2020 –PROEX/IFMA, após a publicação da Nota Orientativa nº 01//2020 – PROEX/REITORIA/IFMA, que serviu como aditivo ao edital, disponibilizando apoio financeiro a ações de extensão para prevenção e enfrentamento à Covid-19. Após a disponibilização dos recursos, a produção dos protetores faciais do tipo face shield foi iniciada entre o fim de agosto e início de setembro.

O professor Brehme Mesquita explica que o protetor facial é um dos equipamentos de proteção individual necessários para a plena segurança dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia, por criar uma barreira física à região dos olhos. “A máscara cirúrgica e a máscara N-95 (também conhecida como PFF2) protegem o usuário de não contrair a infecção por Covid-19 pela região da boca e do nariz, mas não dos olhos. Essa é a grande importância desse equipamento aos profissionais de saúde que lidam no cotidiano com diversos casos de pacientes com alguma suspeita ou estado confirmado de infecção por Covid-19”.

Os 140 protetores faciais produzidos foram doados para a Secretaria Municipal de Saúde de Açailândia, que irá distribuí-los para os profissionais de saúde da linha de frente. Atualmente, estão sendo produzidos protetores faciais que serão doados para os servidores do Campus Açailândia como uma ação de prevenção. “Como as atividades de ensino, pesquisa e extensão necessitarão de momentos presenciais na instituição, os nossos professores e técnicos de laboratório necessitam estar com toda a proteção necessária. Além deles, nós temos também os servidores do setor administrativo que estão realizando as suas atividades laborais presenciais e precisam desse protetor para diminuir a possibilidade de contraírem a infecção por Covid-19”, pontua o professor Brehme Mesquita.

 

Álcool glicerinado 70%

O projeto de produção de álcool glicerinado 70% INPM é coordenado pelo professor Cássio da Silva Dias e conta com a participação dos professores Edson Carvalho da Paz, Diêgo Coelho Abreu, Roberto Peres da Silva, Jonas Oliveira Vinhal e Rayane Kelly Pereira Ribeiro; da técnica de enfermagem e acadêmica do curso de Licenciatura em Química Yasmin Lorena Nunes Barbosa; além dos seguintes acadêmicos também do curso: Luana Sousa de Oliveira, Juliele do Espírito Santo Santos, Daniela Cristina Feitosa Angelo e Marcelo Gerônimo da Silva.

O projeto também foi realizado no âmbito do Edital de fluxo contínuo da Pró-Reitoria de Extensão para fomento a ações de prevenção à Covid-19. “O objetivo do projeto foi apoiar os espaços de saúde pública de Açailândia, que conta com profissionais na linha de frente no combate à Covid-19. Para isso, realizamos a entrega de 250 litros de álcool glicerinado 70% INPM à Secretaria Municipal de Saúde de Açailândia, que conhece os hospitais municipais com maior demanda pelo antisséptico”, aponta o professor Cássio Dias. Além da Secretaria de Saúde, também foram instituições filantrópicas do munícipio – Recanto dos Idosos, Abrigo dos Idosos, Unidade de Acolhimento Casa Abrigo, Grupo Corrente do Bem e Comunidade Terapêutica Bom Samaritano –; cada uma delas recebeu 50 litros, totalizando uma produção de 500 litros nessa etapa do projeto.

A equipe pretende agora seguir com a produção do álcool 70% para uso nas dependências do campus, pela comunidade de servidores e alunos quando em atividades presenciais.

 

O diretor-geral do Campus Açailândia, Werbet Ferreira, ressaltou a função social do Instituto Federal do Maranhão. “O IFMA se baseia no tripé ensino, pesquisa e extensão. E um dos objetivos da extensão é nos colocar a serviço da comunidade, sobretudo nesse momento difícil em que estamos enfrentando uma pandemia. Nosso sentimento é de alegria. A doação desses materiais é fruto de um trabalho coletivo – dos professores, alunos e técnicos administrativos – que uniram esforços para que nós pudéssemos dar respostas à comunidade de Açailândia”.

O secretário municipal de Saúde de Açailândia, Linderval de Moura, parabenizou o IFMA pela iniciativa e agradeceu pelos materiais doados. “Que esse gesto do IFMA sirva de exemplo para muitas instituições. Toda a comunidade do Campus Açailândia está de parabéns. É assim que a gente fortalece a ciência e a comunidade científica: quando temos instituições comprometidas e preocupadas com o bem-estar do ser humano. Muito obrigado!”.

Fim do conteúdo da página