Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus realiza VII Encontro de Saúde
Início do conteúdo da página Notícias

Campus realiza VII Encontro de Saúde

Evento aconteceu de forma híbrida nos dias 29 e 30 de setembro.
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 05/10/2021 23h05
  • última modificação 06/10/2021 09h39

Com o objetivo de conscientizar a comunidade escolar a respeito da qualidade de vida e dos diferentes fatores que afetam a saúde da população, a Coordenadoria de Assuntos Estudantis (CAE) do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Açailândia, promoveu nos dias 29 e 30 de setembro a 7ª edição do Encontro de Saúde do IFMA campus Açailândia. O evento foi no formato semipresencial, voltado para a comunidade interna e externa, com atividades presenciais no próprio campus, seguindo todo o protocolo de segurança higiênico-sanitária, assim como on-line, com palestras transmitidas via Google Meet.

Todos os anos o Encontro é realizado com um tema diretamente relacionado com questões de saúde discutidas na atualidade e relevantes para a comunidade. São desenvolvidas várias atividades e ações que são importantes para que a comunidade escolar aprenda a se cuidar e informe-se sobre seus direitos quando o assunto é promoção da saúde.

O evento contou com a participação de vários profissionais de saúde do município, que ministraram palestras e oficinas, relacionadas ao tema: “Cada um é responsável por todos” em alusão ao Setembro Amarelo, mês de Prevenção ao Suicídio. Desde 2018 o IFMA propôs a implementação do Plano Institucional de Promoção da Saúde Mental e Prevenção do Suicídio, para nortear as ações de promoção de saúde mental em toda a rede. O desenvolvimento de atividades de promoção de saúde mental no campus faz parte desse projeto.

Este ano, houve a participação de mais de 20 profissionais de saúde do município, de Imperatriz e São Luís, que ministraram várias oficinas e palestras relacionadas à temática do evento, fazendo parte da campanha “Setembro Amarelo”, que engaja diversos setores da sociedade na conscientização sobre a realidade do suicídio no Brasil e no mundo, bem como suas formas de prevenção.

A abertura contou com a participação da coordenação do evento, diretores, servidores e discentes do campus. O Grupo de Artes do Campus (GEPA) também contribuiu com o evento, ao apresentar uma peça teatral com o tema “Alice através das telas”, onde os integrantes encenaram uma releitura de Alice no País das Maravilhas, numa abordagem sobre o cyberbullying e o suicídio. A abertura oficial do evento contou com a presença do psicanalista e coach, Cledson Aires, que abordou o tema “Abraçando a Vida”.

“O encontro possibilitou muita interação e partilha de conhecimento numa perspectiva interdisciplinar, onde a saúde se tornou eixo de discussão. Nossa comunidade interna foi contemplada com uma excelente programação, e os nossos discentes se fizeram presentes e certamente adquiriram novos e importantes conhecimentos”, comentou Suzenilde Costa Maciel, diretora de Desenvolvimento e Ensino campus Açailândia. “O tema desse ano foi bem relevante para o cenário em que estamos vivendo, pois teve como objetivo a promoção de ações de autoconhecimento e valorização da vida, sensibilizando a comunidade interna e externa sobre a importância do acolhimento em questões de saúde mental, pois entendemos que cada pessoa é responsável por todas as outras e as grandes dores, atualmente, são mudas e precisamos está mais atentos ao próximo para poder ajudar. Mas para isso precisamos saber como ajudar, por isso que eventos de prevenção e promoção da saúde no âmbito escolar são muito importantes para disseminação desse saber”, disse Tatiana Oliveira, Coordenadora da CAE.

“O evento foi muito bem organizado, tivemos a oportunidade de interagir com pessoas da coordenação e monitores o que nos proporcionou fortalecer os laços de amizades. Sabemos das dificuldades devido ao cenário pandêmico, mas conseguimos fazer busca ativa dos estudantes, pais e alunos do próprio campus para estarem presentes nas atividades do evento”, destacou Sebastião Sousa dos Santos, monitor e acadêmico de licenciatura em Química. “Gostei bastante do evento, principalmente das palestras sobre saúde mental, que é um tema muito estigmatizado e precisa ser normalizado. Todos podem passar por momentos de estresse, ansiedade ou depressão. As pessoas precisam estar mais abertas a falar da saúde mental, sem sentir vergonha ou constrangimento”, ponderou a visitante Ana Maria Fontes.

“ive a oportunidade e a honra de participar de uma oficina onde pude aprender e entender meu corpo diante de uma crise de ansiedade, além de controlar minhas emoções e saber que eu tenho domínio sobre o que eu sinto. A sensibilidade e empatia da ministrante ao falar sobre algo tão delicado inspira confiança, sua oficina foi muito importante pra todos que estavam presente. Ouvi-la me fez refletir sobre várias questões importantes pra minha vida”, confessou Eglineia Santos, aluno do curso técnico em Administração. “Foi muito gratificante ter participado da oficina experimental de Yoga, pois nunca havia praticado antes. A professora Renata Svaizer nos ensinou na prática que o Yoga deve acolher, sem imposições e julgamentos. Ao realizar os movimentos foi possível perceber que nosso corpo precisa se conectar com a nossa mente, e isso nos proporciona autoconhecimento, equilíbrio, gerando uma sensação de relaxamento, leveza e bem-estar. A experiência foi incrível!”, comemorou Rafaela Soares, Bibliotecária do campus.

registrado em:
Fim do conteúdo da página